Pular para o conteúdo principal

A Reforma e a família


No dia 31 de outubro, os cristãos protestantes comemoram os 500 anos da Reforma. Em 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero, protestou contra a Igreja Romana, afixando, à porta da Capela do Castelo de Wittenberg, as famosas 95 teses, contra vários pontos teológicos da doutrina católica. Tudo começou quando Lutero descobriu que a salvação era pela fé somente e não por obras. Foi um precioso momento de retorno a Palavra de Deus, e a uma vivência cristã genuína, pautada no princípio de que toda a vida do crente, em todos os seus aspectos é um verdadeiro culto prestado a Deus, e isto inclui nossa vida familiar. Como cristãos protestantes, devemos meditar nos princípios da Reforma (5 Solas), a fim de tirarmos da Escritura Sagrada, as orientações para termos um lar edificado pelo Senhor:
 
1- Somente a Escritura: 2 Tm 3.16-17
Cremos que a Palavra de Deus é suficiente e eficaz para nos instruir à salvação e nossa nova vida com Deus. Ela é a revelação última e perfeita do Senhor. E em sua suficiência, é útil para a nossa vida familiar e cada membro da nossa família. Isto significa, que é a Bíblia quem deve dizer como criar os filhos (Ef 6.4); como a esposa deve tratar o marido (Cl 3.18); como o marido deve tratar a esposa (Ef 5.25) e os filhos aos pais (Ef 6.1).



2- Somente Cristo: 1 Timóteo 2.5
Cremos que unicamente por Jesus Cristo o homem é salvo. Que a salvação foi realizada por Sua obra mediatória na cruz do calvário e é suficiente por si só para a nossa justificação e reconciliação com Deus. Observando esta questão crucial, percebemos o quão desesperadamente nossa casa precisa de Jesus. Se somente Ele é o caminho (Jo 14.6), Ele precisa ser pregado nos atos de cada ente, nas rodas de conversa, à mesa, no discipulado familiar, nos cultos domésticos, a fim de que nossa família seja verdadeiramente salva pelo Senhor (At 4.12).



3- Somente pela graça: Ef 2.8-9
Somos salvos da ira de Deus somente por sua graça (bênção não merecida a alguém que nunca poderia alcança-la). Na salvação, o Espírito Santo nos leva a Jesus Cristo, nos erguendo da morte para a vida sem nenhuma participação ou mérito humano.
No ambiente familiar, a compreensão da livre graça de Deus, constrói um lar de paz, harmonia e compreensão, à medida em que nos tornamos condescendentes com as limitações e os erros dos outros, dentro do entendimento de que se fomos aceitos gratuitamente, o perdão e o amor gracioso serão mera consequência (Ef 4.31-32).


4- Somente pela fé: Romanos 5.1
A salvação nos é imputada por justiça [Deus nos declara justos (sem culpa)] por meio da fé. A fé é a crença nas promessas de Deus sobre a salvação, consumadas em Cristo. Crer em Jesus significa aceitar que tudo o que era necessário para sermos salvos, foi feito por Ele. É, então, ama-Lo e confiar unicamente n’Ele. Esta fé, segundo a Bíblia, é um dom de Deus (Ef 2.8-9; 2 Tm 2.24-25).
Somente pela fé é possível crermos, à despeito do que diz o mundo, que a família “vai bem, obrigado!”, que o casamento é uma instituição mantida por Deus e que nossos filhos, antes de tudo, precisam conhecer o Evangelho e amar mais a Deus que aos pais. E que a vontade do Senhor para o nosso lar é boa, perfeita e agradável, mesmo em meio às tribulações. A fé é a fonte de paz, segurança e esperança que toda família necessita e sem a qual não se manterá firme contra as tempestades (Hb 11.1).

5- Glória somente a Deus: Is 42.8
A salvação é de Deus e realizada por Deus, ela é para a glória de Deus e devemos glorificá-lo sempre (Jn 2.9).
Devemos, enquanto família, ter um objetivo bem definido e por este, lutar até alcançarmos: Viver nossa vida inteira perante a face de Deus, sob a autoridade de Deus, e para Sua glória somente. Assim, seremos bons maridos, esposas, filhos, familiares; nos doaremos e serviremos aos outros, não somente por causa das pessoas em nossa volta, mas principalmente para Deus (Cl 3.23). A Ele o sucesso de nossa família!



-CONCLUSÃO: Mt 7.24-28

Há 500 anos, o Senhor removeu as trevas com a luz do Evangelho e isto mudou o mundo. Sua família também precisa desta luz para ser transformada. Uma família reformada - como a Igreja - está sempre se reformando. Que estes pilares se tornem desafios para um culto agradável a Deus prestado no seu lar. 

Pr. Luan Almeida
Texto do Roteiro para o culto doméstico. Igreja Batista de Poxim, Canavieiras-BA.
Fonte: Declaração de Cambridge

Mais acessados

Entrevista com Pr. Wilson Porte Jr. [VÍDEO]

Nesta entrevista com o Wilson Porte Jr., realizada no 2º Fórum de Cosmovisão Cristã Sul-Baiano, o pastor fala sobre sexualidade cristã, homossexualismo, ideologia de gênero, a "eisegese gay", que reinterpreta textos bíblicos para torna-los favoráveis à sua agenda e como a igreja deve relacionar-se e tratar aqueles que se encontram tentados por pecados de ordem sexual. Wilson Porte Jr é escritor, professor de teologia e ministro de confissão religiosa servindo há 10 anos a Igreja Batista Liberdade, em Araraquara-SP.

Acesse a página do Pr. Wilson Porte:http://wilsonporte.org/



DEUS PRESERVARÁ OS MEUS INIMIGOS PARA QUE VEJAM A MINHA VITÓRIA! (?)

Bem... Não é o que diz a Bíblia! Está "na moda" seja em músicas tidas como gospel ou naquelas cantadas por grandes pensadoras contemporâneas, a afirmação de que Deus conservará a vida dos nossos inimigos para que eles vejam a nossa vitória, como se esse fosse o único objetivo da criação e preservação daquela vida.




Porém, nas Escrituras, é claramente perceptível a razão pela qual Deus cria o indivíduo. E eu sinto (sic) em dizer que não é para ser um contemplador de conquistas egoísticas alheias ou para ser um invejoso de triunfos outros. A razão é a glória do próprio Deus, como está em Isaías 43.6-7. Ademais, vemos impresso na revelação que esta é, na verdade, a razão de TODAS as coisas. Ele é tão preciosista com Sua glória que até mesmo suas promessas são feitas por amor do Seu Nome, como registra Isaías 48.9-11.

Por este motivo, Deus cria, sustenta, preserva, destrói, salva... Tudo. Absolutamente tudo para o louvor da sua gloriosa vontade soberana: (Efésios 1.4-6; Jeremias 1…

Retalhos recomenda: Projeto Sola

Retalhos Teológicos recomenda: Projeto Sola.
O Projeto Sola é um "folk-duo" formado por Guilherme Andrade e Guilherme Iamarino, de Minas e São Paulo respectivamente. As canções são baseadas na fé reformada e têm como pilares as Cinco Solas da Reforma Protestante. Tudo começou quando os dois se conheceram, em 2013. Os dois tinham bandas separadas, mas se conheceram quando foram tocar em um evento. “A gente começou a conversar via internet e o Gui se manifestou propondo que a gente fizesse alguma música juntos, compuséssemos alguma música juntos ou fizéssemos alguma coisas que desse para a gente tocar ao vivo”, diz o Guilherme Andrade (Confira o vídeo abaixo).

Depois nós entramos na mesma faculdade e começamos a nos ver ver periodicamente, em 2014. ele me mostrou ‘Redenção’, uma das músicas do EP e eu gostei da canção. Tinha algumas músicas também nessa pegada e decidimos gravá-las”, conta.
A banda tem forte influência de sons como I Am They e Mumford and Sons, principalmente…

Retalhos no YouTube